gozada

gozada

Total de visualizações de página

sábado, 30 de março de 2019

Ssp Rkc

O Ssp Rkc enviou algumas fotos para postar no blog. O muleque de 19 aninhos, super safado. No sexo é versátil. O fetiche dele é cheirar cueca, tesão! O cara ainda é adepto da dominação, com 21,5 cm de pica exerce ambos os papeis: dominado/dominador.

quarta-feira, 27 de março de 2019

sábado, 23 de março de 2019

Dotado, 22,3cm amarrado no quarto de motel

Baiano de 42 anos de idade, másculo, alto e forte. Dotado, 22,3 cm de pica deliciosa.




Conheci um cara na rua, estava afim de fazer algo diferente, trocamos ideia e daí fomos para um motel. Sei que isso é perigoso, mas o tesão foi lá em cima. Não me interessava saber o nome, nada sobre ele, queria fuder, curtir algo legal.
Eu estava de short, tênis e camiseta, super fácil de tirar, mas ele nem me deixou. Pegou fios eletricidade, amarrou pernas e braços. Fiquei sem poder me mexer.  Em seguida, colocou meu pau para fora, já duro, passou creme nos meus ovos e ficou batendo punha em mim. Disse que eu ia ter uma surpresa. “Confesso, estava nervoso”.
Foi ai que ele tirou uma tesoura da mochila e disse: “Não goze! Se você gozar, corto seus pentelhos”. Como sou adepto do Naturalismo, prezo pelos pentelhos grandes, não gostei nada da ameaça, preferi obedecer.
Daí ele cortou minha camisa, short e cueca: fiquei completamente nu.
No mesmo instante o aparelho celular dele toca. Eram dois caras avisando que já estavam no motel. Ele disse o número do quarto. Não demorou muitos, mais dois caras entraram no quarto.
A minha rola estava dura. “Calma”. Daí um deles disse que meu pau iria ficar mais duro. Pegou um azulzinho e me fez tomar bastante água.
O cara passou mais gel no meu saco. “Loucura”. Eu estava com medo, e excitado. A rola parecia que ia estourar. “Situação que sempre desejei”. Três homens fortes, ficaram pelados. Ai vi suas rolas. Cada um com pica mais gostosa que a outra.
Eles se masturbavam, enquanto eu estava ali amarrado, só batiam para mim, me chupavam. Sempre me ameaçavam: “Não goze!” Essa putaria se estendeu por mais de 2h, nem eu nem eles gozamos. Mordiam meu pau, chupavam com tanta eficiência, a cabeça da minha pica ia lá no fundo da garganta deles. 
Ficavam me chamando de miserável pauzudo. Jegue. Rasgador de cu. Batiam no meu peito. O mais baixo dos três, um moreninho era o mais ameaçador. Me chamava de desgraçado.
Ordenei que me soltassem. Mesmo assim foram irredutíveis. “Você vai ficar aqui, pelado, de vara dura seu desgraçado. Jegue!” Foram muitos os insultos. Parecia raiva.
Apesar dos insultos, minha pica não baixava. Estava com aparência maior do que realmente é, ou seja, aparentava ter mais de 22,3 cm. Estava gigante.
Suspeito que eles nunca viram uma pica enorme assim, aproveitaram muito, me punhetaram muito.
Eles gozaram no meu pau, peitoral, inclusive, um deles gozou 3 vezes em mim. Fiquei com corpo todo “galado”.
Engraçado, me chupavam, todo melado de gala, pareciam sedentos por gala. Eles diziam: “Todo machão. Gostamos assim”. Minha rola estava gigante. Nem eu acreditei. Parecia q ia estourar. Eles mordiam. Socava com força, chupavam loucamente, sedentos pela minha gala. 
Depois dos três gozarem, cada um vestiu suas roupas. Antes de irem embora, um deles disse que eu iria ficar porque tinha o pau grande. Os filhos da puta foram embora e me deixaram ali completamente nu, amarrado. Um deles abriu minha carteira, pegou R$ 20. E pensei: “Fudi, me fude! Perde dinheiro.” Foi aí que me surpreendi mais uma vez.
Naquele quarto de hotel sozinho, nu, sem dinheiro, mesmo assim o pau nada de descer. Meia hora depois, o celular toca, amarrado não podia atender.
Em seguida, aparece o recepcionista. Foi minha sorte. Eu completamente nu, fiquei sem graça. Para minha sorte, e surpresa, o sacana curti putaria também. Me desamarrou, e pediu para que eu esperasse no quarto, pois ele não podia abandonar a recepção. O colega de trabalho dele só iria chegar 3h da manhã.
Já solto, tomei banho.
E ele voltou, porém eu ainda estava nu: o pau ainda gigante. Quando ele me perguntou pelas minhas roupas. “Estão todas cortadas”. Ele me emprestou as roupas extras que trazia na mochila.
Saímos do motel, viemos juntos para casa. O cara super gente boa. Um cara bonitão. Dormiu comigo.
Neste dia, ainda comi o cú dele 2 vezes. Ele disse que foi a melhor trepada da vida dele
Parece mentira, mas foi uma puta aventura.

Jhennifer Lorrana, Castanhal/PA

Jhennifer Lorrana, de 25 aninhos. Bumbum GG. Castanhal/PA.
Ela nos conta que adora DP anal e mamar pica, claro. Curto vestir shortinho cravado.

Nícolas, Brasilia/DF

Este é o Nícolas, Brasilia/DF, gordinho de 19 anos.



quinta-feira, 7 de março de 2019

Punheteiro de São Gonçalo

Me chamo André, de São Gonçalo é punheteiro. Se tiver alguém interessado, é só mandar uma mensagem para o meu e-mail: pmiguel412@gmail.com.

sábado, 2 de março de 2019

Deverson

O Deverson tem 1,63 de altura e 58kg
19 Anos Passivo.
Ele pede que divulguemos suas fotos e WhatsApp (19) 987593698 No



Ari

O Ari enviou fotos para postamos no blog. Ele deixou o aviso ai para os leitores do RJ.

"Curto muito ser mamado e punhetado"!
O Ari tem 52  anos e mora na Capital carioca.



Sanguina

Este é o Sanguina do Mato Grosso do Sul, gordinho gostoso e Passivo de 23 anos.




Léo, 18 anos

Vejam que apareceu aqui: o Leandro, ou Léo, como ele prefere ser chamado.

Ah ele é bem puto. Gosta de ser punhetado em lugares públicos e por desconhecidos, inclusive no banheiro, carro, praia, praça etc.
Também curte troca-troca.
Segue fotos da pica babona e de cabeça rosada dele.












Jeff, de Brasília

Este é o Jeff, 22 anos é de Brasília.
Assim como o Autor deste blog, ele estar em busca amigos, parceiros pra bater punheta, fazer um punhetão e tal.
Em anexo segue um vídeo dele.

sexta-feira, 1 de março de 2019

Músicas sem rimas e letras que dizem alguma coisa sem sentido

Atual cenário musical brasileiro é sem criatividade para compor  músicas com letras de duplo sentido. Não só no samba, funk, mas também  músicas sertanejas. 


No mês de outubro publicamos aqui no blog um post intitulado Victor & Léo lança nova música de trabalho e surpreende a critica pela inovação. A nova música de trabalho da dupla se chama Na Linha do Tempo

Não sou fã das atuais musicas sertanejas. Prefiro o estilo raiz que consagrou a musica caipira de Leandro e Leonardo, Chitãozinho e Xororo, Zezé di Camargo e Luciano, etc.
Navegando em site especializado em noticias relacionados a determinada emissora de TV, li a seguinte informação: Victor e Léo lança nova música com clipe e surpreende pela inovação.
Curioso como sou, fui conferir a novidade. E pela primeira vez fui tomado pela qualidade e mensagem que a canção transmite: o verdadeiro amor. O amor inocente que acontece quando a gente é criança.


Hoje vasculhando a biblioteca de mídias do meu computador, encontrei uma música que havia baixado alguns dias atras. 

Meu menino / Minha menina de Luan Santana, com participação especial da atriz e a cantora mexicana Belinda.

O lançamento da canção aconteceu na gravação do o DVD ''Ao Vivo no Rio'', em dezembro do ano passando.

A cantora   de origem espanhola e naturalizada no México, fez dueto na música 'Meu Menino/Minha Menina.


Não podemos esquecer também da canção de Lucas Lucco inova que nova ao lançar  11 Vidas em homenagem ao dia dos pais
Composição de Lucas Lucco, 11 Vidas promete emocionar o maior herói que uma pessoa pode admirar. E a inovação não se rendeu somente a uma musica de qualidade e sentimentos. A canção ganhou um clip oficial com Produção musical Dudu Borges e Direção de Alex Batista

.................................................
Pesquisando a respeito dessas duas músicas, percebi que nos últimos meses do ano de 2013, o cenário musical brasileiro teve um tímida renovação.
Fomos no decorrer de todo o ano, "ensurdecidos" por músicas sertanejas com letras repetitivas e de duplo sentindo. Sendo as  mais tocadas nas radio e programa de TV: Tcha Tcha Tcha de Thaeme e Thiago, Michel Teló, autor de hits como “Fugidinha” e “Ai se eu te pego”. 
Ainda se tem Tchê tchêrerê”, “lelelê”, “tãe, tãe tãe”, “bara bará bará, berê berê berê”. Pode parecer um idioma desconhecido no Brasil, mas essas expressões estão na boca de milhões de brasileiros e traduzem parte da música atual.

E para completar a lista de músicas de duplo sentido, temos as que abordam carros de luxo, mulheres e bebida alcoólica de todo tipo, em quantidades sem limite. Festa sem hora para acabar.
Uma temática que, originou-se no funk de ostentação tem se infiltrado com vistosa frequência nas rimas muscais, independente do ritmo e gênero.
Onde essa pratica se torna mais frequente, é na música sertaneja. Tradicionalmente conhecida mundialmente pela ingenuidade e pelo romantismo, e temas relacionado ao campo. 

Depois de Teodoro e do Zé Rico, Victor da dupla Victor e Léo, agora é a minha vez de  engrossar o discurso em relação a atual fase, não só da música sertaneja como também de toda expressão muscal do país.

As atuais músicas sertanejas esqueceram o estilo campestre, romântico e simples de suas raízes pára abordar letras que exploram a conotação sexual e o duplo sentido.
Zé Rico da dupla Milionário e José Rico disse que “música sertaneja é cultura e não pornografia”. Ainda 
Concordo com Teodoro da dupla Teodoro e Sampaio que afirmou as. começam as oito da noite e acabam em um motel.
É o que mais acontece. Existe bailes e baladas que tocam somente musica sertaneja. E aqui pra nós, todos já sabemos onde termina um baile: na cama de um motel.

Graças a Deus que Victor & Léo, Lucas Lucco, e Luan Santana (com influencia de Belinda, é claro) são os únicos que não ultragem um ritmo musical tão lindo como o sertanejo. Ainda tem salvação.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

statcounter